Você sabe o que são Alimentos Funcionais?

Muito se fala sobre alimentos funcionais, mas raramente encontramos a definição do que são e de que maneira eles atuam. Basta fazer uma rápida busca em redes sociais para encontrar várias receitas ditas funcionais onde na verdade, só tiveram os ingredientes convencionais substituídos por outros que estão na moda, o que necessariamente não promove a receita de “comum” para “funcional”.

Nós nunca saímos de moda!
Nós nunca saímos de moda!

A tempo, é importante esclarecer: Alimento funcional, Nutracêutico e Suplemento Alimentar são coisas diferentes.

Neste post, reunimos informações de diversas fontes confiáveis para finalmente esclarecer esta questão.

Segundo os cientistas de alimentos da USP, alimento funcional é aquele que apresenta propriedades benéficas, além das nutricionais básicas, sendo apresentado na forma de alimentos comuns

São consumidos em dietas convencionais, mas demonstram capacidade de regular funções corporais a fim de auxiliar na proteção contra doenças como hipertensão, diabetes, câncer e osteoporose. Ou seja, são aqueles alimentos ou bebidas consumidos cotidianamente, que podem trazer benefícios fisiológicos específicos, devido à presença de compostos fisiologicamente saudáveis.

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) alimento funcional é definido como “aquele alimento ou ingrediente que, além das funções nutricionais básicas, quando consumido, como parte da dieta habitual, produz efeitos benéficos à saúde”.

Os alimentos funcionais têm sido muito estudados e embora não curem, apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças.

Alimentos funcionais são aqueles alimentos ou bebidas consumidos cotidianamente, que podem trazer benefícios fisiológicos específicos, devido à presença de compostos fisiologicamente saudáveis. embora não curem, apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças.

Os alimentos e ingredientes funcionais podem ser classificados de dois modos:
  • Quanto à fonte – de origem vegetal ou animal
  • Quanto aos benefícios que oferecem
Apresentam as seguintes características:
  • São alimentos convencionais, consumidos na dieta normal/usual;
  • São compostos por componentes naturais, algumas vezes, em elevada concentração ou presentes em alimentos que normalmente não os supririam;
  • Têm efeitos positivos além do valor básico nutritivo, que pode aumentar o bem-estar e a saúde e/ou reduzir o risco de ocorrência de doenças, promovendo benefícios à saúde além de aumentar a qualidade de vida, incluindo os desempenhos físico, psicológico e comportamental;
  • A alegação da propriedade funcional deve ter embasamento científico;
  • Pode ser um alimento natural ou um alimento no qual um componente tenha sido removido;
  • Pode ser um alimento onde a natureza de um ou mais componentes tenha sido modificada;
  • Pode ser um alimento no qual a bioatividade de um ou mais componentes tenha sido modificada
Classes de alimentos funcionais
Probióticos e Prebióticos

Os probióticos são microrganismos vivos que podem ser agregados na dieta, afetando de forma benéfica o desenvolvimento da flora microbiana no intestino.

Probióticos
Probióticos são bactérias amigas.

Já os prebióticos são oligossacarídeos não digeríveis, porém fermentáveis cuja função é mudar a atividade e a composição da microbiota intestinal com a perspectiva de promover a saúde do hospedeiro. As fibras dietéticas e os oligossacarídeos não digeríveis são os principais substratos de crescimento dos microrganismos dos intestinos. Ou seja, são alimentos resistentes a digestão que chegam ao intestino e são fermentados, servindo de alimento para as bactérias intestinais.

“Probióticos e prebióticos ajudam na saúde intestinal. Os probióticos são bactérias amigas que se instalarão no intestino e os prebióticos são fibras que alimentam as bactérias nativas.” 

Alimentos sulfurados e nitrogenados

Os alimentos sulfurados e nitrogenados são conhecidos como protetores contra o câncer e a mutação genética, sendo ativadores de enzimas na detoxificação do fígado. Entre eles estão os vegetais crucíferos como repolho, brócolis, rabanete, palmito, alcaparra brócolis, couve-flor, couve-de-bruxelas, couve e repolho.

Alimentos Sulfurosos
Alimentos Sulfurados são aliados contra o câncer

Alimentos como a couve, couve-flor, repolho e brócolis ajudam na detoxicação do fígado e são aliados contra o câncer e mutação genética.

Vitaminas Antioxidantes

 A oxidação nos sistemas biológicos ocorre devido à ação dos radicais livres no organismo (aquelas moléculas que tem uma “ponta solta” que se liga a qualquer elétron, lembra?). Elas podem ser geradas por fontes endógenas (processos biológicos comuns do organismo) ou exógenas (tabaco, poluição do ar, solventes, anestésicos, pesticidas e radiações).

radicais livres
Radical Livre e as pobres células

As lesões causadas pelos radicais livres nas células podem ser prevenidas ou reduzidas por meio da atividade de antioxidantes, sendo estes encontrados em muitos alimentos. Os antioxidantes podem agir diretamente na neutralização da ação dos radicais livres ou participar indiretamente de sistemas enzimáticos com essa função.

Dentre os antioxidantes estão a vitamina C, a glutationa, o ácido úrico, a vitamina E e os carotenóides.Os carotenóides, por exemplo, estão presentes em alimentos com pigmentação amarela, laranja ou vermelha.

damascos macios e suculentos
Fibras e Carotenóides

A ingestão de vitamina E em quantidades acima das recomendações correntes pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares, melhorar a condição imune e modular condições degenerativas importantes associadas com envelhecimento e evidências recentes sugerem que essa vitamina impede ou minimiza os danos provocados pelos radicais livres associados com doenças específicas, incluindo o câncer, artrite, catarata e o envelhecimento.

Fonte de Vitamina E
Fonte de Vitamina E

“Vitaminas podem ter ação antioxidante, combatendo os radicais livres e prevenindo o envelhecimento, artrite, catarata entre outras doenças.”

Compostos Fenólicos
Flavonoidelicias!
Flavonoidelicias!

Os flavonóides compõem uma ampla classe de substâncias de origem natural, cuja síntese não ocorre na espécie humana. Entretanto, tais compostos possuem uma série de propriedades farmacológicas que os fazem atuarem sobre os sistemas biológicos como antioxidantes.

Flavonoides Chocolate
Mais do que gostoso, sou rico em flavonóides!

Os verdadeiros flavonóides são as antocianinas (pigmentos azul-púrpura), as antoxantinas (amarelas), as catequinas e as leucoantocianinas que são incolores, mas que facilmente se tranformam em pigmentos pardos, estas duas últimas são comumente denonimadas taninos.

Oi, somos cranberries!
Oi, somos cranberries!

Os efeitos fisiológicos da ação de compostos antioxidantes seriam sua atuação como anticancerígenos e antimutagênicos sempre considerando que estes problemas ocorram por ação de radicais livres.

“Os flavonóides são poderosos compostos antioxidantes que previnem os males causados pela ação dos radicais livres.”

Acidos graxos Poliinsaturados

Os ácidos graxos poliinsaturados são as tais “gorduras boas” como os Ômega 3 e 6. São encontrados em peixes de água fria (salmão, atum, sardinha, bacalhau), óleos vegetais, sementes de linhaça, nozes e alguns tipos de vegetais.

Estudos têm demonstrado que a ingestão regular na dieta tem efeito favorável sobre os níveis de triglicerídeos, pressão sanguínea, mecanismo de coagulação e ritmo cardíaco, na prevenção do câncer (mama, próstata e cólon) e redução da incidência de arteriosclerose.

Os ácidos graxos ômega 3 devem ser consumidos numa proporção equilibrada com os ácidos graxos ômega 6. Nutricionistas acreditam que uma proporção ideal seria de aproximadamente de 5:1 de ômega 6 para ômega 3, proporção esta obtida em amêndoas, por exemplo.

Oleaginosas são fonte de ácido graxos
Oleaginosas são fonte de ácido graxos

“As chamadas gorduras boas contribuem para o controle dos índices de triglicerídios, pressão sanguínea e para a prevenção do câncer.”

Fibras (oligossacarídeos)

As fibras são encontradas nos vegetais, tais como os grãos em verduras, raízes e outras hortaliças. Pode-se classificar a fibra segundo o papel que elas cumprem nos vegetais em dois grupos: a) polissacarídeos estruturais, relacionados à estrutura da parede celular e incluem a celulose, as hemiceluloses, pectinas, gomas e mucilagens segregadas pelas células e polissacarídeos tais como o ágar e as carragenas produzidas pelas algas e liquens marinhos; b) polissacarídeos não estruturais, que inclui a lignina.

 Outra classificação possível diferencia as fibras como fibras solúveis e insolúveis. As fibras solúveis são as pectinas e hemiceluloses. Estas tendem a formar géis em contato com água, aumentando a viscosidade dos alimentos parcialmente digeridos no estômago. As fibras solúveis diminuem a absorção de ácidos biliares e têm a capacidade de reduzir o colesterol. Uma característica fundamental da fibra solúvel é sua capacidade para ser metabolizada por bactérias, com a conseguinte produção de gases (flatulência)

As fibras insolúveis permanecem intactas através de todo o trato gastrointestinal e compreendem a lignina, a celulose e algumas hemiceluloses. Como funções funcionais da fibra insolúvel estão: a) o incremento do bolo fecal e o estímulo da motilidade intestinal; b) a maior necessidade de mastigação, relevantes na sociedade moderna vítimas da ingestão compulsiva e da obesidade; c) o aumento da excreção de ácidos biliares e propriedades antioxidantes e hipocolesterolêmica.

Os efeitos positivos do uso das fibras são a redução dos níveis de colesterol sangüíneo e diminuição dos riscos de desenvolvimento de câncer, decorrentes de três fatores: capacidade de retenção de substâncias tóxicas ingeridas ou produzidas no trato gastrointestinal durante processos digestivos; redução do tempo do trânsito intestinal, promovendo uma rápida eliminação do bolo fecal, com redução do tempo de contato do tecido intestinal com substâncias mutagênicas e carcinogênicas e formação de substâncias protetoras pela fermentação bacteriana dos compostos de alimentação.

“As fibras auxiliam no bom funcionamento intestinal, promovem a saciedade, reduzem o colesterol além de reter substâncias tóxicas ingeridas ou produzidas durante a digestão.”

Estes compostos podem ser consumidos juntamente com os alimentos dos quais são provenientes, sendo estes alimentos considerados alimentos funcionais, ou individualmente, como nutracêuticos. Devem ter adequado perfil de segurança, demonstrando a segurança para o consumo humano. Não devem apresentam risco de toxicidade ou efeitos adversos de drogas medicinais

A definição de que o alimento funcional pode ser classificado como alimento é aceita nos EUA, Europa e também no Brasil. Nessa perspectiva, o alimento funcional deve apresentar primeiramente as funções nutricional e sensorial, sendo a funcionalidade a função terciária do alimento.

Nutricional, sensorial e funcional - Check!
Nutricional, sensorial e funcional – Check!

Ou seja: primeiro seja nutritivo, depois, gostoso e por último, funcional.

Tem como não amar? Dentro destes 6 grupos podemos lançar mão de diversos alimentos que, consumidos com frequência, nos ajudam a prevenir problemas de saúde e ter uma vida mais longa!

Disclaimer: Algumas destas lindas imagens foram retiradas da internet. Se você é o autor de uma delas, entre em contato conosco para darmos os merecidos créditos.

Fontes:

Grupo de Engenharia de Alimentos da USP http://grupoalimentosfuncionais.blogspot.com.br/
Moraes F. P. e Colla L. M. / Revista Eletrônica de Farmácia Vol 3 (2), 99-112, 2006
Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde http://bvsms.saude.gov.br
Hospital Israelita Albert Einsten http://www.einstein.br/
Instituto de Tecnologia de Alimentos http://www.ital.sp.gov.br
Anvisa – http://www.anvisa.gov.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s